segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

FICPI - Festival Internacional de Cine de Piélagos 2018: Selecção Oficial Cantábria

.
Foram hoje oficialmente divulgados os filmes curtos seleccionados para secção Cantábria da nona edição do Piélagos en Corto - Festival Internacional de Cine de Piélagos - do qual fui pelo quarto ano programador oficial - e que irá decorrer em Torrelavega e Vioño na Cantábria entre os próximos dias 30 de Abril e 5 de Maio.
São os seleccionados:
  • Abuelo, de Caque Trueba e Juan Trueba
  • Bruno, de Alberto Macasoli
  • Desaliento, de Pinky Alonso
  • Frightening Woods, de Álvaro de la Hoz
  • El Rifle de Chéjov, de Guillermo Ruiz e Cristóbal Bolaños
  • Le Vivre Ensemble, de José Luis Santos
O vencedor desta e das demais categorias será conhecido numa cerimónia oficial a realizar no último dia do festival.
.
.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

Idrissa Ouédraogo

.
1954 - 2018
.

BAFTA 2018: os vencedores

.
Terminou há instantes a cerimónia dos BAFTA - British Academy of Film and Television Arts, que decorreu no Royal Albert Hall, em Londres e que premiaram o melhor da produção cinematográfica do último ano.
The Shape of Water, de Guillermo del Toro partia como o grande favorito da noite ao recolher doze nomeações tendo, no entanto vencido em três categorias incluindo Melhor Realizador sendo que foi Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, de Martin McDonagh o grande vencedor da noite ao vencer cinco troféus incluindo os de Melhor Filme e Melhor Filme Britânico.
São os vencedores:
.
Filme: Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, Graham Broadbent, Pete Czernin e Martin McDonagh (prods.)
Filme Britânico: Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, Martin McDonagh, Graham Broadbent e Pete Czernin (prods.)
Documentário: I Am Not Your Negro, de Raoul Peck
Filme de Animação: Coco, Lee Unkrich e Darla K. Anderson (prods.)
Filme Estrangeiro: Ah-ga-ssi, Park Chan-wook e Syd Lim (Coreia do Sul)
Curta-Metragem Britânica: Cowboy Dave, Colin O’Toole e Jonas Mortensen (prods.)
Curta-Metragem de Animação: Poles Apart, Paloma Baeza e Ser En Low (prods.)
Revelação Britânica (Argumentista, Realizador ou Produtor Britânico): I Am Not a Witch, Rungano Nyoni (arg./real.) e Emily Morgan (prod.)
EE Rising Star Award: Daniel Kaluuya
Realizador: Guillermo del Toro, The Shape of Water
Actor Protagonista: Gary Oldman, Darkest Hour
Actriz Protagonista: Frances McDormand, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Actor Secundário: Sam Rockwell, Three Billboards Outside Ebbing, Missouri
Actriz Secundária: Allison Janney, I, Tonya
Argumento Original:
Three Billboards Outside Ebbing, Missouri, Martin McDonagh
Argumento Adaptado: Call Me by Your Name, James Ivory
Montagem: Baby Driver, Jonathan Amos e Paul Machliss
Fotografia: Blade Runner 2049, Roger Deakins
Música Original: The Shape of Water, Alexandre Desplat
Som: Dunkirk, Richard King, Gregg Landaker, Gary A. Rizzo e Mark Weingarten
Design de Produção: The Shape of Water, Paul Austerberry, Jeff Melvin e Shane Vieau
Guarda-Roupa: Phantom Thread, Mark Bridges
Caracterização: Darkest Hour, David Malinowski, Ivana Primorac, Lucy Sibbick e Kazuhiro Tsuji
Efeitos Especiais Visuais: Blade Runner 2049, Gerd Nefzer e John Nelson
.
.

Giovane Brisotto

.
1986 - 2018
.

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

David di Donatello 2018: os nomeados

.
Foram há momentos anunciados os nomeados aos David di Donatello, prémios entregues anualmente pela Academia Italiana de Cinema, que destacaram pela primeira vez um filme de animação - Gatta Cenerentola - como candidato ao troféu de Melhor Filme num total de sete nomeações. Juntam-se como candidatos a Melhor Filme, Ammore e Malavita, dos Manetti Bros, o mais nomeado do ano (15), A Ciambra, de Jonas Carpignano (7), Nico. 1988, de Susanna Nicchiarelli (8) e La Tenerezza, de Gianni Amelio (7).
São os nomeados:
.
Melhor Filme
Ammore e Malavita, de Manetti Bros.
A Ciambra, de Jonas Perpignano
Gatta Cenerentola
, de Alessandro Rak, Ivan Cappiello, Marino Guarnieri e Dario Sansone
Nico. 1988, de Susanna Nicchiarelli
La Tenerezza, de Gianni Amelio
.
Melhor Documentário
'78 - Vai Piano ma Vinci, de Alice Filippi
Evviva Giuseppe, de Stefano Consiglio
The Italian Jobs: Paramount Pictures e l'Italia, de Marco Spagnoli
La Lucida Follia di Marco Ferreri, de Anselma dell'Olio
Saro, de Enrico Maria Artale
.
Melhor Curta-Metragem
Bismillah, de Alessandro Grande (já anunciada como a vencedora)
Confino, de Nico Bonomolo
La Giornata, de Pippo Mezzapesa
Mezzanotte Zero Zero, de Nicola Conversa
Pazzo & Bella, de Marcello di Noto
.
David Giovani
Gatta Cenerentola, de Alessandro Rak, Ivan Cappiello, Marino Guarnieri e Dario Sansone
Gramigna - Volevo una Vita Normale, de Sebastiano Rizzo
The Place, de Paolo Genovese
Sicilian Ghost Story, de Fabio Grassadonia e Antonio Piazza
Tutto Quello che Vuoi, de Francesco Bruni
.
Melhor Filme da União Europeia
120 Battements par Minute, de Robin Campillo (França)
Borg McEnroe, de Janus Metz (Suécia/Dinamarca/Finlândia)
Elle, de Paul Verhoeven (França)
Loving Vincent, de Dorota Kobiela e Hugh Welchman (Reino Unido/Polónia)
The Square, de Ruben Östlund (Suécia)
.
Melhor Filme Estrangeiro
Dunkirk, de Christopher Nolan (EUA)
L'Insulte, de Ziad Doueiri (Líbano)
La La Land, de Damien Chazelle (EUA)
Manchester by the Sea, de Kenneth Lonergan (EUA)
Nelyubov, de Andrey Zvyagintsev (Rússia)
.
Melhor Produtor
Ammore e Malavita, Carlo Macchitella e Manetti Bros. com RaiCinema
A Ciambra, Stayblack Productions, Jon Coplon, Paolo Carpignano e RaiCinema
Gatta Cenerentola, Luciano Stella e Maria Carolina Terzi por Mad Entertainment e RaiCinema
Nico. 1988, Maria Donzelli e Gregorio Paonessa por Vivo Film con RaiCinema e Joseph Rouschop e Valerie Bournonville por Tarantula
Smetto Quando Voglio Saga, Domenico Procacci e Matteo Rovere com RaiCinema
.
Melhor Realização
Manetti Bros., Ammore e Malavita
Jonas Carpignano, A Ciambra
Ferzan Ozpetek, Napoli Velata
Paolo Genovese, The Place
Gianni Amelio, La Tenerezza
.
Realizador Revelação
Cosimo Gomez, Brutti e Cattivi
Roberto de Paolis, Cuori Puri
Andrea de Sica, I Figli della Notte
Andrea Magnani, Easy - Un Viaggio Facile Facile
Donato Carrisi, La Ragazza nella Nebbia
.
Melhor Actor Protagonista
Antonio Albanese, Come un Gatto in Tangenziale
Alessandro Borghi, Napoli Velata
Renato Carpentieri, La Tenerezza
Valerio Mastandrea, The Place
Nicola Nocella, Easy - Un Viaggio Facile Facile
.
Melhor Actriz Protagonista
Paola Cortellesi, Come un Gatto in Tangenziale
Valeria Golino, Il Colore Nascosto delle Cose
Giovanna Mezzogiorno, Napoli Velata
Isabella Ragonese, Sole Cuore Amore
Jasmine Trinca, Fortunata
.
Melhor Actor Secundário
Peppe Barra, Napoli Velata
Alessandro Borghi, Fortunata
Carlo Buccirosso, Ammore e Malavita
Elio Germano, La Tenerezza
Giuliano Montaldo, Tutto Quello che Vuoi
.
Melhor Actriz Secundária
Sonia Bergamasco, Come un Gatto in Tangenziale
Anna Bonaiuto, Napoli Velata
Claudia Gerini, Ammore e Malavita
Giulia Lazzarini, The Place
Micaela Ramazzotti, La Tenerezza
.
Melhor Argumento Original
Ammore e Malavita, Manetti Bros. e Michelangelo la Neve
A Ciambra, Jonas Carpignano
Nico. 1988, Susanna Nicchiarelli
La Ragazza nella Nebbia, Donato Carrisi
Tutto Quello che Vuoi, Francesco Bruni
.
Melhor Argumento Adaptado
La Guerra dei Cafoni, Barbara Alberti, Davide Barletti, Lorenzo Conte e Carlo D'Amicis
The Place, Paolo Genovese e Isabella Aguilar
Sicilian Ghost Story, Fabio Grassadonia e Antonio Piazza
La Tenerezza, Gianni Amelio e Alberto Taraglio
Una Questione Privata, Paolo Taviani e Vittorio Taviani
.
Melhor Montagem
Federico Maria Maneschi, Ammore e Malavita
Affonso Gonçalves, A Ciambra
Stefano Cravero, Nico. 1988
Consuelo Catucci, The Place
Massimo Quaglia, La Ragazza nella Nebbia
.
Melhor Fotografia
Tim Curtin, A Ciambra
Gianni Mammolotti, Malarazza - Una Storia di Periferia
Gian Filippo Corticelli, Napoli Velata
Fabrizio Lucci, The Place
Luca Bigazzi, Sicilian Ghost Story
.
Melhor Música Original
Aldo de Scalzi e Pivio de Scalzi, Ammore e Malavita
Antonio Fresa e Luigi Scialdone, Gatta Cenerentola
Pasquale Catalano, Napoli Velata
Gatto Ciliegia contro Il Grande Freddo, Nico. 1988
Franco Piersanti, La Tenerezza
.
Melhor Canção Original
"Bang Bang", Aldo de Scalzi e Pivio de Scalzi (música), Nelson (texto) e interpretada por Serena Rossi, Franco Ricciardi e Giampaolo Morelli, Ammore e Malavita
"A Chi Appartieni", Dario Sansone (música e texto) e interpretada por Foja, Gatta Cenerentola
"The Place", Marco Guazzone e Giovanna Gardelli (música e texto) e Matteo Curallo, Stefano Costantini e Edoardo Cicchinelli (música) e interpretada por Marianne Mirage, The Place
"Fidati di Me", Mauro Pagani (música e texto) e interpretada por Massimo Ranieri e Antonella Lo Cocco, Riccardo Va all'Inferno
"Italy", Anja Plaschg (música e texto) e Anton Spielmann (música) e interpretada por Soap&Skin, Sicilian Ghost Story
.
Melhor Som
Lavinia Burcheri, Simone Costantino, Claudio Spinelli, Gianluca Basili, Sergio Basili e Nasia Paoni, Ammore e Malavita
Giuseppe Tripodi e Florian Fevre e Julian Perez, A Ciambra
Andrea Cutillo, Giorgio Molfi e Timeline Studio, Gatta Cenerentola
Fabio Conca, Giuliano Marcaccini, Daniele de Angelis, Giuseppe d'Amato, Antonio Giannantonio, Dario Calvari, Alessandro Checcacci e Studio 16, Napoli Velata
Adriano di Lorenzo, Alberto Padoan, Marc Bastien, Eric Grattepain e Franco Piscopo, Nico. 1988
.
Melhor Direcção Artística
Noemi Marchica, Ammore e Malavita
Maurizio Sabatini, Brutti e Cattivi
Ivana Gargiulo, Napoli Velata
Tonino Zera, La Ragazza nella Nebbia
Luca Servino, Riccardo Va all'Inferno
Giancarlo Basili, La Tenerezza
.
Melhor Guarda-Roupa
Nicoletta Taranta, Agadah
Daniela Salernitano, Ammore e Malavita
Anna Lombardi, Brutti e Cattivi
Alessandro Lai, Napoli Velata
Massimo Cantini Parrini, Riccardo Va all'Inferno
.
Melhor Maquilhagem
Veronica Luongo, Ammore e Malavita
Frédérique Foglia, Brutti e Cattivi
Maurizio Fazzini, Fortunata
Roberto Pastore, Napoli Velata
Marco Altieri, Nico. 1988
Luigi Ciminelli e Valentina Iannuccilli, Riccardo Va all'Inferno
.
Melhor Design de Cabelo
Antonio Fidato, Ammore e Malavita
Sharim Sabatini, Brutti e Cattivi
Mauro Tamagnini, Fortunata
Daniela Altieri, Nico. 1988
Paolo Genovese, Riccardo Va all'Inferno
.
Melhores Efeitos Digitais
Chromatica, Wonderlab e Hive Division, Addio Fottuti Musi Verdi
Palantir Digital, Ammore e Malavita
Autrechose, Brutti e Cattivi
Mad Entertainment, Gatta Cenerentola
Frame by Frame, Monolith
.
Os vencedores serão conhecidos no próximo dia 21 de Março numa cerimónia que se realizará em Roma e que será transmitida pela RaiUno.
.
.

domingo, 11 de fevereiro de 2018

Vic Damone

.
1928 - 2018
.

Atílio Silva

.
1959 - 2018
.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Jóhann Jóhannsson

.
1969 - 2018
.

John Gavin

.
1931 - 2018
.

Reg E. Cathey

.
1958 - 2018
.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Les Prix Lumières 2018: os vencedores

.
Foram ontem revelados os vencedores da vigésima-terceira edição dos Prix Lumières, entregues anualmente pela imprensa estrangeira sediada em França numa cerimónia que se realizou no Institut du Monde Arabe, em Paris. 120 Battements par Minute, de Robin Campillo foi o grande vencedor da noite ao arrecadar seis troféus incluindo o de Melhor Filme.
São os vencedores:
.
Filme: 120 Battements par Minute, de Robin Campillo
Primeira-Obra: En Attendant les Hirondelles, de Karim Moussaoui
Documentário: Visages, Villages, de JR e Agnès Varda
Filme de Animação: Le Grand Méchant Renard et Autres Contes, de Benjamin Renner e Patrick Imbert
Filme Francófono: Une Famille Syrienne, de Philippe Van Leeuw (Bélgica/França/Líbano)
Realização: Robin Campillo, 120 Battements par Mminute
Actor: Nahuel Pérez Biscayart, 120 Battements par Minute
Actriz: Jeanne Balibar, Barbara
Revelação Masculina: Arnaud Valois, 120 Battements par Minute
Revelação Feminina: Laetitia Dosch, Jeune Femme
Argumento: Robin Campillo e Philippe Mangeot, 120 Battements par Minute
Fotografia: Christophe Beaucarne, Barbara
Música: Arnaud Rebotini, 120 Battements par Minute
Carreira: Monica Bellucci e Jean-Paul Belmondo
.
.

domingo, 4 de fevereiro de 2018

John Mahoney

.
1940 - 2018
.

Goya 2018: os vencedores

.
Terminou há instante a gala da trigésima-segunda edição dos prémios Goya atribuídos anualmente pela Academia Espanhola de Cinema declarando Handia, de Aitor Arregi e Jon Garaño como o grande vencedor da noite ao arrecadar dez troféus tornando-se, dessa forma, o terceiro filme mais premiado de sempre. Foi, no entanto, La Librería, de Isabel Coixet a vencer os troféus de Melhor Filme, Realização e Argumento Adaptado.
São os vencedores:
.
Filme: La Librería, de Isabel Coixet
Documentário: Muchos Hijos, Un Mono y Un Castillo, de Gustavo Salmerón
Filme de Animação: Tadeo Jones 2: El Secreto del Rey Midas, de David Alonso e Enrique Gato
Filme Ibero-Americano: Una Mujer Fantástica, de Sebastián Lelio (Chile)
Filme Europeu: The Square, de Ruben Östlund (Suécia)
Curta-Metragem de Ficção: Madre, de Rodrigo Sorogoyen
Documentário Curta-Metragem: Los Desheredados, de Laura Ferrés
Curta-Metragem de Animação: Woody & Woody, de Jaume Carrió

Realizador: Isabel Coixet, La Librería
Realizador Revelação: Carla Simón, Estiu 1993
Actor Protagonista: Javier Gutiérrez, El Autor
Actriz Protagonista: Nathalie Poza, No Sé Decir Adiós
Actor Secundário: David Verdaguer, Estiu 1993
Actriz Secundária: Adelfa Calvo, El Autor
Actor Revelação: Eneko Sagardoy, Handia
Actriz Revelação: Bruna Cusí, Estiu 1993
Argumento Original: Handia, Aitor Arregi, Andoni de Carlos, Jon Garaño e José Mari Goenaga
Argumento Adaptado: La Librería, Isabel Coixet
Montagem: Handia, Laurent Dufreche e Raúl López
Fotografia: Handia, Javier Agirre Erauso
Música Original: Handia, Pascal Gaigne
Canção Original: "La Llamada", José Miguel Conejo Torres (Leiva), La Llamada
Som: Verónica, Aitor Berenguer, Gabriel Gutiérrez e Nicolas de Poulpiquet
Direcção de Produção: Handia, Ander Sistiaga
Direcção Artística: Handia, Mikel Serrano

Guarda-Roupa: Handia, Saioa Lara
Caracterização: Handia, Ainhoa Eskisabel, Olga Cruz e Gorka Aguirre
Efeitos Especiais: Handia, Jon Serrano e David Heras
Goya de Honor: Marisa Paredes
.
.

Goya 2018: Filme

.
.
La Librería, de Isabel Coixet
.

Goya 2018: Realização

.
.
Isabel Coixet, La Librería
.

sábado, 3 de fevereiro de 2018

Goya 2018: Actriz Protagonista

.
.
Nathalie Poza, No Sé Decir Adiós
.

Goya 2018: Documentário

.
.
Muchos Hijos, Un Mono y Un Castillo, de Gustavo Salmerón
.

Goya 2018: Filme de Animação

.
.
Tadeo Jones 2: El Secreto del Rey Midas, de David Alonso e Enrique Gato
.

Goya 2018: Actor Protagonista

.
.
Javier Gutiérrez, El Autor
.

Goya 2018: Filme Europeu

.
.
The Square, de Ruben Östlund (Suécia)
.

Goya 2018: Filme Ibero-Americano

.
.
Una Mujer Fantástica, de Sebastián Lelio (Chile)
.

Goya 2018: Actriz Secundária

.
.
Adelfa Calvo, El Autor
.

Goya 2018: Actor Secundário

.
.
David Verdaguer, Estiu 1993
.

Goya 2018: Música Original

.
.
Handia, Pascal Gaigne
.

Goya 2018: Canção Original

.
.

.
"La Llamada", José Miguel Conejo Torres (Leiva), La Llamada
.

Goya 2018: Argumento Adaptado

.
.
La Librería, Isabel Coixet
.

Goya 2018: Argumento Original


.
.
Handia, Aitor Arregi, Andoni de Carlos, Jon Garaño e José Mari Goenaga
.

Goya 2018: Actriz Revelação

.
.
Bruna Cusí, Estiu 1993
.

Goya 2018: Efeitos Especiais

.
.
Handia, Jon Serrano e David Heras
.